Foto: Fernando Frazão

Caso Boate Kiss: Justiça anula júri que condenou quatro réus por incêndio

COMPARTILHE:

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) acolheu parte dos recursos das defesas e anulou o júri que condenou os quatro réus do caso da boate Kiss, na ultima quarta-feira, 03. Dessa forma, um novo júri deve ser marcado. Cabe recurso da decisão.

:: Quer receber notícias, gratuitamente, por WhatsApp? Acesse aqui

O Ministério Público lamentou o resultado da sessão e se disse “inconformado, pois confia na legalidade do processo e já trabalha para reverter a decisão, como ocorreu nesse mesmo processo em situações anteriores”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O alvará de soltura dos presos foi expedido momentos depois da decisão. Por volta das 20h10, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão deixaram o Presídio Estadual de São Vicente do Sul, na Região Central do estado.

O julgamento terminou com o placar de dois votos a um para reconhecer a anulação do júri. Enquanto o relator, desembargador Manuel José Martinez Lucas, afastou as teses das defesas, os desembargadores José Conrado Kurtz de Souza e Jayme Weingartner Neto reconheceram alguns dos argumentos dos réus.

COMPARTILHE:
Joyce Santos

Joyce Santos

Jornalista e redatora do portal www.lerunica.com.br.
documento2.png

NOTÍCIAS RELACIONADAS