enem 2022

ENEM 2022 – 6 dicas para o sucesso

COMPARTILHE:

 

As datas para a inscrição e provas do ENEM 2022 já foram divulgadas, e com isso, a ansiedade dos alunos dos “terceirões” de todo Brasil só tende a aumentar. Também pudera, se antes eram maratonas insanas de vestibulares para tentar acessar as melhores universidades, agora praticamente todo esforço está concentrado em apenas um processo seletivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mas o que é o ENEM, qual seu propósito, e como minimizar a ansiedade e maximizar suas chances de obter uma boa nota.

 

ENEM 2022

A maioria absoluta dos estudantes do ensino médio, e até mesmo do ensino fundamental II, fazem o direcionamento dos seus estudos visando sua preparação para o ENEM. Isto porque, atualmente ele é utilizado como um dos principais meios de ingresso nas mais disputadas universidades brasileiras, algumas universidades portuguesas, entre outras europeias e até mesmo americanas que eventualmente utilizam a nota do exame como um dos critérios para a admissão dos novos alunos.

Mas você Pai e Mãe que tem um filho no terceiro ano do ensino médio, acredita que ele está pronto para este desafio? E você que está aí há pelo menos 12 anos se preparando para este desafio, está confiante? Sabendo que por vezes apenas 1 (um) ponto no score final pode ser o divisor entre quem entra e quem não entra naquele tão concorrido curso?

Se normalmente qualquer prova por si só é motivo de stress e insegurança, o que dizer depois de dois anos de pandemia? Nos quais os anos de 2020 e 2021 foram marcados pelas interrupções das aulas, depois aulas online, aulas com rodízio de alunos entre o presencial e online, e somente agora em 2022, tudo volta minimamente ao normal?

Olha, isso já é chover no molhado, mas faz-se necessário relembrar que estes últimos dois anos foram responsáveis por gerar um desnível ainda maior entre os que tem maiores chances dos que não estão totalmente preparados.

Vejam só, talvez muitas famílias não se deram conta disso ainda, mas quem está no terceiro ano do ensino médio em 2022, ingressou no primeiro ano em 2020, bem no início da pandemia. E dependendo da sua escola, professores, e especialmente do seu interesse e dedicação, pode ter passado tanto o primeiro quanto o segundo ano do ensino médio absorvendo pouco aprendizado, e só vai sentir isso agora no “terceirão”.

E como falamos, atualmente a nota do ENEM é um dos principal meio para o ingresso em um curso superior. Especialmente nas públicas.

 

 

Quando o ENEM foi Criado

Mas antes de continuarmos, vou trazer um pouquinho de história, até para você entender o que é o ENEM, porque surgiu e um dos principais ganhos que foram possíveis obter com ele, especialmente para os vestibulandos.

Ele foi criado em 1998 na gestão de Paulo Renato Souza, que era na ocasião o ministro da educação do presidente Fernando Henrique Cardoso. O ENEM tinha o propósito de avaliar anualmente o aprendizado dos alunos do ensino médio em todo o país e assim auxiliar o MEC na elaboração de políticas pontuais e estruturais de melhoria do ensino brasileiro através dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) do Ensino Médio e Fundamental.

Entre os anos de 1998 e 2008 a prova ocorria em um único dia e tinha 63 questões. Foi somente em 2004 que a nota da prova passou a ser utilizada como forma de ingresso em universidades pelos candidatos que se inscrevessem para conseguir uma bolsa de estudo em universidades particulares que ofereciam o ProUni. Além disso, as questões ano após anos passaram a ser mais elaboradas.

E em 2009 uma grande mudança é introduzida no exame. Em vez de 1 dia de prova e 63 questões, passou a ser realizado em 2 tardes com 180 questões. E ainda, paulatinamente começou a ser utilizado como nota para o ingresso nas universidades com a criação do SiSU (Sistema de Seleção Unificada).

Então o instrumento que fora criado inicialmente para avaliar a qualidade do ensino médio e fundamental brasileiro, sofreu uma tremenda transformação ao longo dos anos e passou a praticamente substituir completamente os tão assustadores vestibulares.

 

 

ENEM x Vestibulares

E ai garotão, você que acha que este novo modelo de vestibular é estressante e exige muito, deixa eu te contar uma coisa.

Para quem é “tiozão” como eu, que já passou dos 40 e que ingressou em uma universidade ainda nos anos 90 ou antes, certamente vai lembrar o quanto era desgastante e dispendioso. Haviam vestibulares que duravam até 4 dias e eram realizados somente nas capitais ou quanto muito em algumas e cidades específicas, o que era raro.  Assim, os estudantes daquela época além de sofrerem com o desgaste natural das provas, também precisavam ter muita disposição para aguentar uma maratona incessante. Pois cada vestibular servia única e exclusivamente para uma universidade.  

Não raro um vestibulando passava os meses de dezembro e janeiro se deslocando pelo Brasil em busca do seu sonho. Viajando de uma cidade para outra para o desafio de um novo vestibular. Sem contar é claro, que por vezes era necessário escolher entre uma ou outra faculdade, visto que as datas de vestibulares muitas vezes chocavam-se.

Ah, não dá para esquecer também, que isso exigia um grande investimento financeiro. Taxa de inscrição e manual do candidato, sim, naquela época era necessário inclusive comprar o manual do candidato,  que em valores atualizados hoje custariam entre R$500 e R$700, mais hotéis, viagens e alimentação.

Isso sim era cansativo e exigente.

 

Agora que você sabe para que o ENEM foi criado, e que as mudanças nele vieram para facilitar a vida dos vestibulandos, especialmente porque sua nota pode ser utilizada no SiSU e se candidatar para os cursos desejados nas universidades mais badaladas, tudo isso sem sair das nossas cidades, dá para dizer que tudo ficou mais fácil. Certo?

Não, infelizmente não.

Embora até os anos 1990 e início dos anos 2000 era necessário fazer aquelas maratonas insanas, o candidato tinha mais chances, pois se não fosse bem em um vestibular, poderia tentar ter mais “sorte” nos outros. Hoje, pode-se dizer que é praticamente uma chance única. E todo mundo sabe, as vezes uma noite mal dormida por conta da ansiedade, é o suficiente para comprometer todo o desempenho nas provas.

Então, o que fazer para maximizar a soma de pontos na prova?

A resposta é simples, é claro, e pode ser resumida em estar calmo e preparado. As quais geralmente andam juntas.

 

Porém, temos a variável dos dois anos de pandemia que certamente impactou na preparação de muitos. Então, como estar preparado mesmo perdendo muito conteúdo e aulas presencias nos últimos dois anos?

 

Dicas de Ouro

Se este for o seu caso, não se preocupe, dá tempo ainda, só depende de você.

Então vamos para algumas dicas:

 

  1. Crie uma rotina de estudos

Planeje o que e quando vai estudar. Estabeleça metas diárias e semanais. O mais importante, crie uma rotina de estudos. E por falar em rotina de estudos, caso precise de ajuda, contate uma das unidades do KOGNO, pois tanto presencialmente quanto online elas podem lhe ajudar nisso.

 

  1. Leia bastante e saiba interpretar textos.

Parece óbvio, não é? Mas é isso mesmo. Leia bastante. De textos literários a notícias sobre atualidade.

 

  1. Pratique a redação.

Pratique a redação e peça para seus familiares, e se possível, seus professores para corrigi-las. Tente fazer pelo menos uma redação por semana sobre os mais variados temas. Pode começar por algum que esteja em alta nos noticiários locais e internacionais. 

 

  1. Estude os conteúdos que irão cair no exame.

Estude todos os conteúdos que vão cair na prova, dando prioridade inicialmente aqueles mais fáceis e que você domina. Depois dedique seu tempo pra os outros temas que também cairão na prova. Use e abuse dos canais com conteúdos extraordinários disponíveis no Youtube e também em outras plataformas.

 

  1. Faça simulados.

Faça o máximo de simulados possíveis, dando preferência para aqueles com questões das edições anteriores do ENEM. Procure fazer pelo menos um simulado por semana e registre sua evolução a cada nova tentativa.

 

  1. Cuide da sua saúde e esteja bem descansado no dia da prova.

Cuide da sua saúde e esteja descansado no dia da prova. Se dedique ao máximo até alguns dias antes, mas na véspera procure se alimentar bem e dormir melhor ainda.

 

E se mesmo assim você se sentir inseguro, há escolas específicas que podem ajudar na organização de rotinas de estudo, bem como para tirar dúvidas sobre conteúdos específicos e preparação para a redação. Uma delas é o KOGNO pode te ajudar. Cujas aulas podem ser contratadas por pacotes ou avulsas, e atende a todo estado com aulas on-line. WhatsApp: 47-33237631. Instagram: @kogno.galeriaestacao

 

 

 

 

Compartilhe:

COMPARTILHE:

Fernando Pitt

Fernando Pitt

Engenheiro, Professor, Palestrante, Colunista, Blogueiro e Podcaster. Escreve todas as terças-feiras aqui no portal da Revista Única, cujos textos exploram prioritariamente as temáticas relacionadas à Educação e Tecnologia. Editor do blog: http://fernandopitt.com.br Host do Podcast classe.TECH (http://classe.tech disponível nos principais agregadores de Podcast)

Notícias Relacionadas